Estudantes de Escola Agrícola ressaltam importância de Semana Tecnológica

Selo
Post Image

“É importante para o aluno conhecer a realidade do campo e por isso essa oportunidade rende muito aprendizado”, avaliou o estudante João Valter sobre a VI Semana Tecnológica da Escola Técnica Agrícola Ranchão, em Nova Mutum. Sob gestão do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), a programação iniciada ontem se estende até a sexta-feira (23.09) e traz empresas e instituições do setor agropecuário para dentro do ambiente escolar.

Para a estudante Ronaira Araújo, natural de Santa Rita do Trivelato, o conteúdo já ministrado tem agregado bastante conhecimento. “É tanto aprendizado no campo que eu sugiro aos jovens de 16 anos que façam o curso técnico e tenham essa oportunidade de aprender cada vez mais sobre o setor agropecuário”, destaca.

Natural de Colíder, o estudante Yuri Carniso considera que a Semana Tecnológica oferta um leque de oportunidades. “Ao mostrar as atividades das empresas, vemos como poderemos atuar no mercado de trabalho, além deles serem um contato com o nosso futuro, de onde iremos trabalhar, isso agrega muito”.

Segundo a diretora Lucivani Borsato, a interação entre estudantes e convidados contribui para a formação dos jovens. “Esse evento é uma semana de aprendizagem, um circuito de palestras para que os nossos alunos estejam antenados no que está acontecendo no mercado de trabalho, para quando eles o adentrarem já tenham esse conhecimento e essa vivência”

Essa é a VI Semana Tecnológica realizada na Escola Técnica Agrícola Ranchão, a primeira após a parceria com o Senar-MT. Segundo o presidente do Sindicato Rural de Nova Mutum, Paulo Zen, a presença da instituição fortalece o evento. “Com o Senar-MT dentro do colégio potencializando essas atividades, o evento tem uma melhora e só vem a somar ao nosso município e à formação dos nossos jovens”.

Programação – Dentre os conteúdos abordados estarão manejo de pragas e doenças na horticultura, a sustentabilidade do sistema plantio direto, importância do gerenciamento dos dados, informações relacionadas à piscicultura, pecuária, entre outros. Por serem conteúdos comuns ao setor agropecuário, o evento também é aberto a colaboradores da escola, empresas parceiras e estudantes da rede pública de ensino de Nova Mutum. A estrutura tem capacidade para 200 participantes.

O Sistema Famato estará entre os palestrantes nesta quarta e quinta-feira (21 e 22.09). Entre os assuntos ministrados pela instituição está a retirada da vacinação contra a febre aftosa, com o gestor do Núcleo Técnico em Pecuária da Famato, Marcos Carvalho; e o Cenário de Inovação na Agropecuária com a coordenadora da Rede de Fazendas Alfa do Agrihub, Eloisa Zuconelli.

Além deles, a coordenadora de Inteligência de Mercado Agropecuário do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Monique Kempa, vai abordar sobre a Contextualização do Agronegócio em Mato Grosso, as principais cadeias produtivas, o impacto econômico em nosso Estado, as oportunidades e os desafios para os próximos anos.

Palestrantes – Também estarão presentes as seguintes instituições: Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea), Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), Fazenda Capuaba – Lucas do Rio Verde, Lalemand Animal Nutrition, Grupo Bom Futuro, Empresa Mato-grossense de Pesquisa Assistência e Extensão Rural (Empaer) e Grupo Bom Jesus.