Sindicato Rural e Senar-MT investem na capacitação de avicultores

Selo
Post Image

Com o objetivo de levar informação, capacitação e bons negócios para os avicultores foi realizado, nesta quinta-feira (30.06), o 1º. Encontro de Avicultura de Nova Mutum e Região. O evento faz parte de um projeto que inclui ciclo de palestras de especialistas no setor e feira de negócios voltada para a venda de equipamentos e apresentação de novas tecnologias.

E quando se fala em capacitação, qualificação e conhecimento, se fala também em Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) que junto com o Sindicato Rural de Nova Mutum contribuiu para a realização do evento. Este primeiro encontro reuniu mais de 300 pessoas e cerca de 20 expositores.

O superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, conhecido como Chico da Pauliceia destaca que a missão do Senar-MT é compartilhar conhecimento e novas tecnologias. “Apoiar um evento como este faz todo o sentido para a nossa instituição”.  Ele acrescenta ainda que, o Senar-MT não tem recursos. “O dinheiro é do produtor rural. O nosso papel é transformar este recurso em produtos educacionais, assistência técnica, promoção social e apoiar eventos como este que tem o objetivo de capacitar o produtor”.

O presidente do Sindicato Rural, Paulo Zen, acrescenta que o evento contribui para amenizar uma necessidade, cada vez maior, do avicultor de driblar o aumento do custo de produção. “Temos procurado formas de minimizar este impacto. Conhecimento e capacitação podem nos ajudar a sobreviver”.

Ao longo do evento foram discutidos assuntos como: os cenários e perspectivas da avicultura do centro-oeste e nacional, conceitos de ambiência e fatores que impactam no correto funcionamento do sistema. O público também teve a oportunidade de conversar sobre crédito rural para avicultura, biosseguridade em aves de produção, avicultura 4.0 e os principais cuidados na produção de frango.

O avicultor e representante da empresa AgroAvi, organizadora do evento, Murilo Gil, enfatiza que o setor é promissor. “Não somos apenas os maiores produtores de aves, mas também queremos ser os melhores. Para isso é preciso capacitar e qualificar todos os envolvidos nesta cadeia produtiva para que possamos entregar um produto, cada vez, com mais qualidade”.  

MERCADO –  A avicultura brasileira se transformou em uma atividade de grande sucesso ao longo dos últimos anos com imensa importância socioeconômica para o Brasil. A utilização de sistemas de planejamento associada às novas tecnologias refletiu no extraordinário crescimento do setor, colocando o país no ranking de maiores exportadores e segundo maior produtor de carne de frango do mundo.

Em Mato Grosso, durante as décadas de 1980 e 1990, em decorrência dos incentivos fiscais, ocorreu a expansão da soja e posteriormente um plano de desenvolvimento para abate de pequenos animais que favoreceu o início da avicultura no estado. O desempenho produtivo avícola de Mato Grosso aumentou 578,30% entre os anos de 2000 a 2012. Vale destacar que o estado se consolidou como exportador em 2002. 

PROJETO – De acordo com Marcia Vaisman, da empresa AgroAvi,  organizadora do evento, o projeto é uma iniciativa privada que surgiu junto com a necessidade de avicultores que estavam em busca de informação e capacitação para solucionar problemas e acelerar o desenvolvimento da cadeia produtiva.

Nova Mutum foi o quarto evento deste projeto que tem nove encontros previstos para este ano. Já foi realizado em Brasília (DF), em Boituva (SP), e em Holambra (SP). Em Boituva, o volume de negócios atingiu os R$ 3,5 milhões, montante que superou as expectativas dos organizadores. Holambra foi além, com R$ 5 milhões em volume de negócios gerado. O aquecimento do mercado, tanto doméstico como o de exportação, tem promovido a busca dos avicultores regionais em eventos como estes.

Ao longo de 2022, o evento percorrerá as principais cidades que concentram polos de avicultura de corte pelo país. Nos próximos meses estão previstos encontros nos municípios de Bariri (SP), Batatais (SP), Pará de Minas (MG) e  Maringá (PR). É gratuito e a inscrição prévia pode ser feita pelos números de whatsapp (15) 9 9747-1026 ou (65) 9 8418-2730.