Obras do Centro de Excelência são retomadas em Tangará da Serra

Selo
Post Image

O canteiro de obras do Centro de Excelência em Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), em Tangará da Serra, voltou a ganhar movimentação nesta quinta-feira (30/06). O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), Normando Corral, esteve presente hoje no local acompanhado de responsáveis pela empresa que ganhou a nova licitação, a Civil Engenharia, de Brasília.

Também estiveram presentes os representantes da Semear (empresa de engenharia e fiscalização), além dos engenheiros do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) de Mato Grosso e do Senar Central (Brasília), Victor de Oliveira e Raquel Simas, respectivamente. As obras recomeçam oficialmente no dia 15 de julho e a previsão para o término é de 7 meses.

Um dos principais objetivos do Centro de Excelência é acumular conhecimento sobre diversas cadeias produtivas para depois difundir para outros produtores do Brasil inteiro, já que este é o quarto a ser construído no Brasil. É mais uma conquista através dos produtores rurais que estão cada vez mais unidos, através das instituições, para disponibilizar melhorias e inovações para toda a sociedade.

Centro de Excelência – A unidade será construída em uma área de 18.868 metros quadrados, anexa ao Parque de Exposição, que foi doada como contrapartida do Sindicato Rural de Tangará da Serra. A obra será administrada pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e Senar – AR/MT e financiada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDS) através da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e Senar – Administração Central.


A construção deste Centro de Excelência em ILPF é um marco histórico, planejado com tecnologias inovadoras sustentáveis e executado com mão de obra local, o que contribuirá com o desenvolvimento socioeconômico da região. Ao todo serão 3.486,43 metros quadrados de área construída com 3.950,41 metros quadrados de área coberta.

No local, a formação profissional rural será ampliada com a oferta de cursos técnicos de nível médio e nível superior de tecnologia, nas modalidades à distância e presencial. Também serão ofertados cursos de formação inicial continuada. Jovens e adultos do campo e da cidade terão a oportunidade de participar das qualificações, que possibilitarão a entrada imediata no mercado de trabalho.



ILPF – A Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) promove a recuperação de áreas de pastagens degradadas agregando, na mesma propriedade, diferentes sistemas produtivos, como os de grãos, fibras, carne, leite e agroenergia. Busca melhorar a fertilidade do solo com a aplicação de técnicas e sistemas de plantio adequados para a otimização e a intensificação de seu uso.

Dessa forma, permite a diversificação das atividades econômicas na propriedade e minimiza os riscos de frustração de renda por eventos climáticos ou por condições de mercado.