ATeG do Senar-MT começa atender apicultores de Rondonópolis

Post Image

Esta semana, a equipe da Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) iniciou os atendimentos para mais uma cadeia produtiva em Rondonópolis. Desta vez os atendidos são os apicultores. A princípio, este primeiro grupo é formado por 18 propriedades rurais de produtores que vivem na região rondonopolitana.

O coordenador da ATeG, do Senar-MT, Armando Urenha, explica que os próximos grupos serão formados nos municípios de Jaciara, São José dos Quatro Marcos e Alto Araguaia. “É importante destacar que tudo o que estamos fazendo é com os recursos vindos do produtor rural”.

O superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, popularmente conhecido como Chico da Pauliceia, acrescenta que devolver o dinheiro do produtor rural em forma de conhecimento é a missão da instituição. Segundo ele, o conhecimento é o caminho para a transformação.

Chico destaca ainda que com assistência técnica do Senar-MT, centenas de produtores rurais estão conseguindo melhorar o desempenho no campo. “Eles estão aprimorando a atividade desenvolvida ou diversificando a fonte de renda da propriedade”.

Os interessados em Assistência Técnica e Gerencial, do Senar-MT devem procurar o Sindicato Rural de seu município para obter mais informações.

SAIBA COMO FUNCIONA A ATeG – O objetivo é atender os produtores rurais oferecendo um modelo de gestão e operação que engloba todos os processos da atividade produtiva na propriedade de forma continuada e gratuita.

NA PROPRIEDADE – São realizadas cinco etapas que abrangem todo o processo de desenvolvimento da propriedade rural. O produtor receberá assistência contínua que inclui: diagnóstico produtivo individualizado, planejamento estratégico e adequação tecnológica, capacitação profissional complementar, avaliação sistemática de resultados,

Um produtor assistido pela ATeG do Senar-MT tem direito a:

– Acompanhamento personalizado, gratuito, individual e mensal.

– Profissionais capacitados para atuarem na gestão, manejo, reprodução, sanidade, instalações e nutrição.

– Dicas para melhorar a gestão da propriedade.

– Material de apoio.

– Orientação para implantar e alimentar indicadores produtivos, econômicos e zootécnicos.

– Acompanhamento mensal por um software específico (Sisateg).

– Participação em eventos e cursos técnicos.