Famato Embrapa Show apresenta forrageiras e outras tecnologias para pecuária

Post Image

De 22 a 24 de junho, pecuaristas poderão conhecer mais de 30 soluções de tecnologia de produção, além de palestras e aplicativos

Do grego “tekhne” (técnica, ofício), tecnologia é o uso de técnicas e conhecimento para facilitar o trabalho, resolver problema ou executar uma tarefa. Essa é a essência do Famato Embrapa Show (https://bit.ly/3M5YzLv), que apresenta soluções tecnológicas para tornar a produção agropecuária mais viável e sustentável. De 22 a 24 de junho, no Cenarium Rural em Cuiabá-MT, somente para os pecuaristas serão expostas mais de 30 soluções, entre aplicativos, técnicas, trabalhos e palestras, além de cultivares.

Quem estiver à procura de forrageiras vai encontrar no evento o maior destaque do ano, o capim braquiária ruzizienses – BRS Integra. Lançada em março deste ano, fruto do programa de melhoramento genético da Embrapa, a forrageira é indicada para a produção de palhada nos sistemas integrados de cultivo envolvendo lavoura, pecuária e floresta (ILPF).

“É um material de alta produção, adaptado para o sistema integrado de produção. É de porte um pouco mais baixo e produz uma quantidade de folha maior. E quando começa a chuva, no período das águas, ela tem uma rebrota vigorosa, muito rápida”, destaca Orlando Lúcio de Oliveira, analista de Transferência de Tecnologia da Embrapa Agrossilvipastoril, de Sinop-MT.

Das braquiárias também estarão expostas a BRS Ipyporã, BRS Paiaguás e BRS Piatã. Já entre o gênero panicum, a Embrapa vai levar a BRS Zuri, Tamani e Quênia, sendo que este último, segundo Orlando, embora não seja novidade, ainda tem muito a contribuir para a pecuária mato-grossense. Também será apresentado o capim elefante BRS Capiaçu e, entre leguminosas, o estilosantes BRS Bela, também para sistemas integrados, e o amendoim forrageiro Mandobi.

Em meio a tantas possibilidades, Oliveira destaca a preocupação constante com o manejo. O desafio, segundo ele, é o pecuarista usar bem os capins que existem no mercado, realizando o devido planejamento forrageiro.

“Ao fazer o manejo apropriado, o sucesso está mais próximo de ser alcançado. Além disso, o conjunto de tecnologias disponível hoje no mercado, inclusive aplicativos como Pasto Certo, por exemplo, é uma ferramenta estratégica para solucionar os principais problemas e ajudar o produtor”, frisa.

Soluções – Se uma simples régua já é uma tecnologia transformadora, nas mãos da Embrapa essa solução foi potencializada para simplificar o dia a dia e a tomada de decisões do pecuarista. É o caso da Régua de Manejo de Pastagens, um dos destaques da Mostra Tecnológica para a otimização do uso da pastagem, o que gera ganho de produtividade tanto de bovinos de leite como de corte, além de equinos e ovinos.

A ferramenta mede altura do pasto para permanência ou troca de rebanho e apresenta as medidas ideais para cada espécie forrageira, com as alturas de entrada e saída de pastejo ou corte.

Tem ainda o SAGABov, outro instrumento acessível ao produtor para a avaliação de carcaça bovina. Com essa “régua”, o produtor consegue avaliar a espessura de gordura dos bovinos destinados ao abate. São duas hastes articuladas que indicam graus de acabamento: baixo, adequado e excessivo. A ferramenta será exposta na Ilha de Tecnologias Réguas e Sensores ao longo de todo o evento.

Aplicativos – Entre os aplicativos para smartphone que vão estar na Mostra Tecnológica, um dos destaques é o “Pasto Certo”. O app permite o acesso rápido e simplificado às principais cultivares de forrageiras lançadas pela Embrapa, com suas respectivas características: morfologia, desempenho do pastejo animal, tolerância climática, entre outras 160 variáveis descritas.

Com essa ferramenta é possível fazer a comparação entre diferentes tipos de forrageiras, o que ajuda o pecuarista a encontrar as cultivares mais adequadas às condições da fazenda.

Para facilitar o uso, o aplicativo também tem uma versão online, no formato de site, de fácil acesso pelo endereço https://www.pastocerto.com. Tanto no site quanto no aplicativo, o produtor consegue fazer o cálculo de sementes e encontra a lista completa dos locais onde pode adquirir as sementes licenciadas das forrageiras Embrapa.

Outra solução em forma de app é o “Cria Certo”, desenvolvido para ajudar na estratégia reprodutiva em gado de corte. São muitas as variáveis que interferem na escolha do método e dos reprodutores, por isso a Embrapa, juntamente com a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), criou um aplicativo para auxiliar na definição, considerando aspectos empíricos, técnicos e econômicos.

Baixo carbono – Sustentabilidade também está na programação do Famato Embrapa Show, que no dia 24 de junho promove um painel sobre Sistemas Integrados. Nele, Roberto Giolo, da Embrapa Gado de Corte (Campo Grande-MS), vai abordar a Produção de Carne e Leite em Sistemas de Baixo Carbono, tema que envolve questões como manejo do solo e de dejetos, transporte e alimentação dos animais.

O assunto entrou na programação do evento por ainda apresentar alguns desafios para a pecuária. “Um deles é o desconhecimento das tecnologias que podem ser usadas para melhorar a renda e sua sustentabilidade”, avalia Ricardo Arioli, coordenador técnico do Famato Embrapa Show.

“Nesse ponto, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT), parceiro do evento, oferece Assistência Técnica e Gerencial para diversas cadeias de produção, incluindo Grupos de Pecuaristas de Corte e de Leite”, destaca Arioli.

O Famato Embrapa Show será realizado de 22 a 24 de junho, no Cenarium Rural, em Cuiabá. O evento é uma realização da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) em parceria com a Embrapa Agrossilvipastoril e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT).

Confira a programação completa em https://sistemafamato.org.br/famatoembrapashow/.

Fonte: Ascom Famato/Embrapa