Famato Embrapa Show promove quatro painéis temáticos

Post Image

Evento, que começa dia 22, aborda solos, sustentabilidade, manejo de pragas, agroenergia, sistemas integrados e projeções de safra na programação técnica

Além de atividades imersivas, equipamentos, maquinários e estandes interativos, o Famato Embrapa Show apostou em uma programação técnica diversificada para mostrar algumas das tecnologias que a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) tem para otimizar ainda mais o agro mato-grossense.

O evento, promovido pela Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) em parceria com Embrapa Agrossilvipastoril e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT), ocorre de 22 a 24 de junho, em Cuiabá-MT. Após um intenso trabalho de curadoria, mais de 60 tecnologias produtivas foram identificadas e serão expostas seja em formato demonstrativo, na Mostra Tecnológica, ou na programação técnica.

As palestras e painéis serão realizados no auditório principal do Cenarium Rural. A programação começa na abertura, com a palestra magna de Alysson Paolinelli, ex-ministro da Agricultura e um dos fundadores da Embrapa. Nos dias seguintes, o formato prevê a realização de três palestras com pesquisadores da Embrapa e um debate temático – sempre das 8h às 10h e das 14h às 16h.

No segundo dia (23), quinta-feira, a programação técnica começa com o painel sobre Solos Sustentáveis. Às 8h, Ademir Fontana (Embrapa Solos/RJ), palestra sobre caracterização e potencial de solos arenosos para a agricultura. Em seguida, Júlio César Salton (Embrapa Agropecuária Oeste/MS) fala sobre opções de sistemas e de plantas para a cobertura de solo e formação de palhada. Rafael Nunes (Embrapa Cerrados/DF) vem em seguida, com uma palestra muito aguardada pelos agricultores de diferentes cadeias produtivas: “nutrição de cultivos em tempos de preços elevados de fertilizantes”. A chefe-geral da Embrapa Solos (RJ), Maria de Lourdes Brefin, fecha a programação com um debate com os pesquisadores.

O painel da tarde do dia 23 tem como tema Agroenergia e começa com Bruno Galveas Laviola (Embrapa Agroenergia/DF) falando sobre opções de oleaginosas de segunda safra para produção integrada de bioenergia e bioprodutos. O tema segue com Alexandre Alonso Alves (Embrapa Agroenergia/DF) mostrando oportunidades e alternativas de matérias-primas para biocombustíveis e outros bioprodutos. Já Ricardo Luis Radis Steinmetz (Embrapa Suínos e Aves/SC) abordará a produção de biogás usando dejetos da pecuária intensiva. O painel fecha com o debate moderado pela chefe-geral da Embrapa Agrossilvipastoril (MT), Laurimar Gonçalves Vendrusculo.

Na sexta, 24, pela manhã, o painel de Sistemas Integrados começa com Maurel Behling (Embrapa Agrossilvipastoril/MT) falando sobre a relação entre biomassa e a produção de etanol de milho em sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF). Seu colega de unidade, Flávio Jesus Wruck fala em seguida sobre produção em sistemas de ILPF, e depois dele é a vez de Roberto Giolo (Embrapa Gado de Corte/MS) mostrar a produção de carne e leite em sistemas de Baixo Carbono. O debate final será conduzido pelo pesquisador da Embrapa Agrossilvipastoril e um dos coordenadores técnicos do Famato Embrapa Show, Austeclinio Lopes de Farias Neto.

O último painel do evento ocorre na tarde de sexta (24) com o tema Atualidades no Manejo Integrado de Pragas. Os trabalhos começam com Adeney de Freitas Bueno (Embrapa Soja/PR) tratando do controle biológico de pragas, seguido por Rafael Major Pitta (Embrapa Agrossilvipastoril/MT) e as experiências de manejo regional da resistência de pragas e táticas de controle. Logo depois, Samuel Roggia (Embrapa Soja/PR) palestra sobre tecnologia de aplicação e o debate será conduzido por Alexandre Nepomuceno, chefe-geral da Embrapa Soja (PR).

O encerramento do Famato Embrapa Show terá ainda duas apresentações no auditório principal. A partir das 16h30, o CEO da consultoria Céleres, Anderson Galvão, antecipa cenários e perspectivas da agricultura brasileira para a safra 2022/2023. Em seguida, o ex-ministro e ex-presidente da Câmara de Deputados Aldo Rebelo sobe ao palco para tratar dos dez anos de aprovação do Código Florestal Brasileiro.

A previsão dos organizadores é de que cerca de 500 pessoas, entre produtores rurais, pesquisadores, técnicos e consultores ligados ao agro participem do Famato Embrapa Show.

Confira a programação na íntegra clicando em https://sistemafamato.org.br/famatoembrapashow/.   

Fonte: Ascom Famato/Embrapa