Nova diretoria do Sindicato Rural de Carlinda toma posse

Post Image

Ascom Senar

Sensação de dever cumprido e o compromisso de manter os produtores rurais unidos. Este foi o sentimento que marcou a posse da nova diretoria do Sindicato Rural de Carlinda quinta-feira (16.112). Outro destaque foi a inauguração do Centro de Atendimento ao Produtor (Cap).

Para Nelson Obuti, que assume a presidência, a conclusão da obra do prédio é a realização de um sonho antigo. “Um dos pontos de minha gestão é manter os produtores cada vez mais unidos e este prédio é importante para que possamos realizar este trabalho”.

Para construir o prédio do Cap foi preciso fazer leilões, buscar doações e o apoio de órgãos e entidades. “E, por isso, temos que agradecer a todos aqueles que, de uma forma ou de outra, contribuíram para que pudéssemos inaugurar este espaço”.

A presidente que deixa o cargo, Lucinei Buch Medici, seguirá na nova diretoria como vice-presidente. Ela disse que apesar da pandemia ter impactado sua gestão ainda foi possível realizar muitas coisas. “Não atingimos o tanto de pessoas que queríamos, mas mesmo assim fizemos grandes entregas, realizamos mais de 200 cursos e capacitamos mais de duas mil pessoas”.

O superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), Francisco Olavo Pugliesi de Castro, chamado de Chico da Pauliceia conta que o Núcleo Avançado de Capacitação (Nac), do Sindicato Rural de Carlinda, durante 2021 esteve entre os que mais realizaram cursos. “Tenho certeza que o trabalho deste Sindicato continuará sendo destaque, porque há união entre os líderes”.

O segundo vice-presidente e diretor executivo da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Marcos da Rosa, que representou o presidente Normando Corral, enfatizou a união das lideranças de Carlinda. “A família da Lucinei é um exemplo que vou levar para minha vida. É uma família jovem que faz um trabalho muito importante para o desenvolvimento do setor agropecuário”.

Para Marcos da Rosa, as entidades representativas de classe precisam olhar mais para estes grupos. “Só teremos mais sucesso em nosso setor se trabalharmos juntos e pela coletividade. Não podemos nos dividir”.

TROFÉU LUÍZ ALFEU – A entrega do troféu também foi um momento de emoção tanto para quem entregou quanto para quem recebeu. Mais do que isso, também chamou a atenção do público. A entrega foi feita pelo vice-presidente da Famato, Marco da Rosa para a presidente Lucinei Buch Médici que deixou o cargo.

O troféu foi criado, em 2011, pelo Sistema Famato, para prestigiar os presidentes que cumpriram seu papel à frente do sindicato rural, contribuindo para o desenvolvimento da agropecuária de Mato Grosso. Além de homenagear os presidentes que deixam a gestão, o troféu é uma forma de homenagear o colaborador Dr. Luiz Alfeu que dedicou mais de 40 anos de sua vida ao Sistema Famato.

PRESTIGIO – A solenidade de posse da nova diretoria do Sindicado Rural de Carlinda contou com a presença do diretor financeiro e administrativo da Famato, Vilmondes Tomain, e de relações institucionais, José Luiz Fidelis. O assessor de relações institucionais do Senar-MT, Rogério Romanini, também marcou presença na solenidade.

A noite de posse e inauguração, além das lideranças do setor agropecuário de toda a região, também teve a presença de lideranças dos setores do comércio, da Polícia Militar e representantes da Câmara Municipal e prefeitura.

Os presidentes dos sindicatos rurais de Alta Floresta, Walmir Coco, de Nova Canãa do Norte, Luiz Carlos Olini, e o de Colíder, Ronaldo Vinha, também estavam presentes.

Composição da nova diretoria

Presidente: Nelson Obuti

Vice-Presidente: Lucinei Buch Medici

1º Secretário: Marcos Antonio Medici

2º Secretário: Júlio Cesar Borges de Souza

1º Tesoureiro: Ricardo Aparecido Schwarz

2º Tesoureiro: Marco Rogério Meira

Suplente da Diretoria: Valdenir Batista de Oliveira

Conselho Fiscal efetivo: Simone Rouxinol da Silva, Antônio Carlos Malissi, Edna Solange Barbosa

Suplentes do Conselho Fiscal: Antônio Soares Pereira, Leandro Candido de Oliveira e João Pereira da Silva.