Depredação na Aprosoja Brasil é crime contra o agro brasileiro

Post Image
O Sistema Famato considera os atos de vandalismo na sede da Aprosoja Brasil, em Brasília, uma afronta à democracia brasileira, à legislação vigente e à convivência civilizada. A sede da entidade foi pichada e depredada por vândalos na manhã de quinta-feira (14/10).
 
Episódios como este sinalizam o desprezo de determinados segmentos em estabelecer diálogos equilibrados e entendimentos, utilizando-se de atos criminosos como tentativa de desestabilizar a ordem pública. Enquanto um lado trabalha e produz, o outro depreda e destrói o patrimônio dos brasileiros.
 
A invasão e a depredação em todo e qualquer patrimônio, seja público ou privado, demonstram desrespeito ao direito de propriedade e prejudicam a ordem social.
 
O agronegócio foi responsável por 26,6% do Produto Interno Bruto (PIB) do país em 2020. Além de contribuir com o fornecimento de alimentos, promove a geração de emprego e renda para milhares de brasileiros.
 
A Famato espera que a autoridade policial investigue e aponte os responsáveis pelo crime e que o Judiciário faça seu papel de promover a ordem e a justiça neste país. Resta do episódio a demonstração inequívoca à sociedade com quem ela pode contar para o desenvolvimento da nação: aqueles que trabalham de forma ordeira e legal.
 
SISTEMA FAMATO