Sistema Famato
FAMATO
IMEA
       
 
   
 
 
25 de Fev de 2021
 
ZONEAMENTO
Sindicato Rural defende a produção agropecuária e a consolidação das atividades existentes
 
Sindicato Rural
 

Garantir a produção agropecuária e a consolidação das atividades existentes é a principal reivindicação do Sindicato Rural de São Félix do Araguaia já que a proposta do texto do Zoneamento Socioeconômico Ecológico do Estado de Mato Grosso (ZSEE/MT), apresentada pelo governo do estado para consulta pública, restringe a produção de grãos e pecuária tecnificada.   

 

O ofício nº 32/2021 com a reivindicação foi protocolado na Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) e entregue em mãos ao secretário de planejamento e gestão Basílio Bezerra, quarta-feira (24/02), pela presidente do Sindicato Rural de São Félix do Araguaia, Daniela Caetano de Brito.

 

Considerando que a consulta pública do zoneamento é complexa, o sindicato rural apresentou um laudo técnico das atividades desenvolvidas no Araguaia e os impactos sociais, ambientais e econômicos se o texto for aprovado da forma que está.

 

“Não somos contra o zoneamento, entretanto divergimos da proposta que tenta estabelecer, impor ou limitar atividades produtivas, ao modo dos superados modelos de planejamento socialistas. Por exemplo, aceita-se a pecuária extensiva, mas não aceita pecuária tecnológica, contrariando o que dispõe o Código Florestal”, manifestou Daniela.

 

O documento ainda traz apontamentos relevantes que tratam das áreas úmidas baixas, áreas úmidas altas, áreas de Reserva Legal, manejo, Plantio Direto, entre outros.

 

Consta ainda no documento protocolado a indicação de estudos técnicos-científicos, coordenados pela Embrapa de São Carlos – São Paulo, e pela Unemat realizados em campo com auxílio de monitoramento sensorial por satélites, que podem determinar quais são efetivamente áreas baixas (úmidas alagáveis) e altas (úmida cerrado) dentro de cada propriedade rural, criando um sistema de declaração, a exemplo do Cadastro Ambiental Rural (CAR).

 

Daniela entende que o zoneamento deve consolidar as atividades produtivas, garantir os investimentos feitos pelo setor produtivo rural, dar segurança para o produtor rural continuar produzindo, evitando assim o retrocesso produtivo e o empobrecimento da região.

 

Participaram da reunião na Seplag o secretário adjunto de Planejamento e Gestão de Políticas Públicas – responsável pelo ZSEE/MT, Sandro Brandão, membros da equipe técnica do ZSEE/MT, o produtor rural Fausto Aquino de Azambuja, e representantes da deputada estadual Janaina Riva.

 

 

 



Fonte: Ascom Famato