Sistema Famato
FAMATO
IMEA
       
Fale Conosco
 
   
 
 
21 de Jan de 2016

voltar
 
SOJA BRASIL
Produtores de Rondonópolis debatem Tecnologia de Aplicação
 
 

Em sua última semana em Mato Grosso, a Caravana Soja Brasil, projeto realizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), Canal Rural, Aprosoja Brasil e vários outros parceiros passou a noite de quarta (20.01) e manhã de quinta-feira (21.01) em Rondonópolis.  Nos próximos dois dias a Carrega Brasil estaciona nos municípios de Itiquira e Alto Araguaia.

 

Como nas outras cidades, as noites são sempre reservadas para as palestras e as manhãs para as oficinas com demonstrações técnicas. Manejo Integrado de Pragas (MIP) e Tecnologia de Aplicação são os assuntos em pauta e tem atraído a atenção dos produtores rurais.

 

Em Rondonópolis, a novidade foi a plataforma de capacitação criada pelo engenheiro agrônomo, Ariel Orlando Destéfano, onde foram feitas as demonstrações práticas de Tecnologia de Aplicação. Adaptado ao um quadriciclo, equipado com GPS e toda a tecnologia embarcada de um pulverizador, a plataforma tem seis bicos é utilizada para capacitação.

 

"Ganhamos tempo. Enquanto precisamos regular cerca de 70 bicos de um pulverizador para fazer o treinamento, aqui são somente seis. Além disso, podemos também fazer os testes com as caldas numa proporção menor economizando produto e tempo", explica Destéfano.

 

O instrutor credenciado junto ao Senar-MT, Carlos Danielli, em suas demonstrações práticas, aproveita para dar umas dicas para o produtor aproveitar tudo o que o pulverizador autopropelido pode oferecer. Danielli diz que máquina tem que estar estável, que a velocidade deve ser contínua e, que a altura do braço do autopropelido deve ser adequada. "Se estiver muito alto, o desperdício é grande", avisa.

 

O produtor também deve estar atento à válvula de antigotejo e ao espaçamento dos bicos. "O ideal é 35 centímetros", aconselha Danielli.  A máquina também deve ser calibrada com frequência. Durante as oficinas de Tecnologia de aplicação de defensivos que estão sendo realizadas na caravana Soja Brasil, o instrutor repassa muitas outras informações. 

 

O  doutor em agronomia, na área de tecnologia de aplicação e pesquisador da Universidade Estadual Paulista (Unesp), campus de Botucatu, Alisson Augusto Barbieri Mota, acrescenta que o tamanho da gota interfere diretamente na aplicação dos defensivos. Segundo ele, quanto menor for a gota maior a cobertura e a penetração. Em suas palestras Mota fala sobre várias situações que acontecem durante as aplicações e, assim como Danielli, dá várias dicas sobre como proceder.

 

O Senar-MT faz parte de um conjunto de entidades que formam o Sistema Famato, assim como a Federação, o Imea e os 89 sindicatos rurais do Estado. Essas entidades dão suporte para o desenvolvimento sustentável do agronegócio. O Senar está no Facebook e no Instagram. Curta a Fan Page www.facebook.com/SenarMt e a conta @senar_mt



Fonte: Gecom Senar-MT
 

VEJA TAMBÉM
Parceria entre Senar-MT e Senai-MT garante qualificação de jovens para atuarem no campo
Soja Brasil reúne mais de 100 produtores rurais em Querência
Abertura da colheita de soja em Mato Grosso será no dia 19 no município de Canarana
Em 15 de janeiro começa a segunda etapa do Soja Brasil em Mato Grosso
 
Veja mais notícias

Buscar Cursos
 
 POR TIPO DE CURSO
 
 
  POR CIDADE
 
 
 
Formação Profissional Rural
 
 
Promoção Social
 
 
 
 
 
 
(65)3928-4800
SENAR-MT 2014 - Todos os direitos reservados
Política de Privacidade
senar@senarmt.org.br
 
Rua Eng. Edgard Prado Arze, sn, Qd 01
Setor A - Centro Político Administrativo
CEP 78.049.015 - Cuiabá-MT