Sistema Famato
SENAR
IMEA
       
Fale Conosco
 
   
 
 
12 de Jul de 2019

voltar
 
LICENCIAMENTO AMBIENTAL
Famato debate Projeto de Lei que trata do licenciamento ambiental de atividade e empreendimento
Ascom
 

A Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), representada pela gestora do Núcleo Técnico Lucélia Avi, participou em Brasília da reunião da Comissão Ambiental do Instituto Pensar Agropecuária (IPA), nos dias 10 e 11 de julho. O objetivo foi discutir o texto do Grupo de Trabalho (GT) em Licenciamento Ambiental que está em tramitação na Câmara dos Deputados acerca do Projeto de Lei n° 3.279/2004 que trata da desburocratização e simplificação do licenciamento no país. O encontro aconteceu na sede do IPA.

 

O Grupo de Trabalho do Licenciamento Ambiental foi criado para discutir as mudanças na legislação. A equipe é coordenada pelo deputado Kim Kataguiri (DEM-SP), atual relator do PL 3729/04 que modifica regras para o licenciamento ambiental.

 

Recentemente, o Congresso Nacional retomou a discussão e o setor produtivo, assim como outros setores, em âmbito federal, vem se reunindo nas últimas semanas para debater suas propostas. A expectativa da Famato e dos representantes do setor agropecuário brasileiro é de que o Projeto de Lei seja votado logo após o recesso parlamentar.

 

Segundo Lucélia Avi, a Famato está acompanhando as discussões e dando suas contribuições. “A Famato preza pela maior eficiência, segurança jurídica e agilidade, tendo em vista que o projeto já está em tramitação há 15 anos. Estamos trabalhando em parceria com o IPA, FPA, CNA, Executivo, Legislativo e representantes da agropecuária brasileira para tornar o processo menos burocrático”, disse a gestora técnica.

 

De acordo com Lucélia, Mato Grosso há anos vem sendo penalizado pela morosidade dos órgãos ambientais nos processos de licenciamento ambiental. “A Famato entende a necessidade de uma legislação formal no país, mas também defende adequações que atendam o setor produtivo e o produtor rural. Precisamos de legislações que destravem o desenvolvimento sustentável gerado diretamente pela atividade agropecuária”, apontou Lucélia.

 

 

 



Fonte: Ascom Famato
 

VEJA TAMBÉM
Sistema Famato visita o Terminal de Grãos do Maranhão
Sanidade na suinocultura será tema de workshop dia 20 de setembro na Famato
Liberada emissão do Certificado de Cadastro de Imóvel Rural 2019
Balanço da Missão Técnica da Famato 2019 é positivo
 
Eventos

nenhum evento com foto
 
Cenarium Rural
 
Galeria Multimídia
Videos
Fotos
Bom dia Senar MT - Sobre Funrural
A produção de etanol a partir do milho
MT tem potencial e visibilidade economica
 
 
       
 
   webmail   
 
e-Famato   
 
(65) 3928-4400
famato@famato.org.br
 
Rua Eng. Edgard Prado Arze, s/n
Centro Politico Administrativo
CEP 78.049.908 - Cuiabá-MT