Sistema Famato
SENAR
IMEA
       
Fale Conosco
 
   
 
 
03 de Jul de 2019

voltar
 
EDUCAÇÃO SANITÁRIA
Comitê Consultivo lança campanha MT contra a Brucelose
Ascom Famato
 

Alinhado com as diretrizes estratégicas do Plano Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e da Tuberculose Animal (PNCEBT), o Comitê Consultivo sobre Brucelose Bovina de Mato Grosso, o qual a Federação Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) faz parte, começou esta semana as primeiras ações da campanha “Mato Grosso contra a Brucelose”.

 

A Famato vai percorrer junto com o Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Mato Grosso (CRMV-MT) e Fundo Emergencial de Saúde Animal do Estado de Mato Grosso (Fesa-MT), 14 municípios do estado entre os dias 1º de julho e 7 de agosto, com o intuito de intensificar o trabalho de educação sanitária, o conhecimento dos produtores rurais e promover melhor qualidade da vacinação contra a brucelose no estado.

 

“O nosso objetivo é contribuir para a diminuição da prevalência da doença no estado. Incentivar o produtor a desenvolver ações voluntárias de controle a brucelose, como a Vacinação de Cobertura utilizando a vacina RB51 nas novilhas e matrizes antes da estação de monta com a orientação técnica do médico veterinário”, apontou o analista de pecuária da Famato, Marcos de Carvalho.

 

As rodadas serão nas 14 regionais em três períodos: manhã, tarde e noite. No período matutino a reunião será com os médicos veterinários autônomos, vespertino com os médicos veterinários oficiais do Indea-MT e noturno com os produtores rurais.

 

O trabalho dos membros do comitê consultivo resultou na confecção de três cartilhas orientativas destinadas ao vacinador, ao veterinário e ao produtor rural.

 

A cartilha do vacinador será utilizada nos cursos ofertados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT) que foram validados por uma Portaria do Indea que prevê a qualificação de novos vacinadores e a atualização dos profissionais que já fizeram o curso.

 

Para os médicos veterinários o material será distribuído pelo CRMV-MT e os pecuaristas receberão durante as visitas nas propriedades rurais de Mato Grosso. O Indea estima percorrer mais de 13 mil fazendas em Mato Grosso.

 

O trabalho de educação sanitária será mais intenso nas propriedades de pecuária de corte, com ação especifica voltada para as que possuem acima de 200 matrizes. O plano propõe aos produtores rurais uma ação voluntária de vacinação de cobertura utilizando a RB51, o exame e eliminação de matrizes brucelicas, além de cuidados com a movimentação de animais. A ideia é ampliar a proteção do rebanho e reduzir a contaminação das pastagens.

 

AÇÕES DO COMITÊ – O Comitê, que foi instituído em 2017 por uma portaria do Indea, já apresentou resultados que beneficiam diretamente a agropecuária mato-grossense como, por exemplo, a ampliação do prazo para abate de animais reagentes. O tempo determinado, que era de 30 dias, agora poderá ser feito em até 1 ano, desde que o produtor identifique com o “P” e isole os animais reagentes na propriedade. Ressalta-se que a propriedade não fica interditada, os outros animais têm trânsito livre com a emissão da GTA. 

 

Ainda resultado das ações do Comitê está a realização de exames em mais de 10 mil vacas nas 14 regiões do estado, o que serviu para o nivelamento do serviço veterinário oficial, ajustes do sistema do Indea, identificação de vacas reagentes, abates das fêmeas reagentes, ajustes nos procedimentos operacionais padrão de abate das fêmeas, a busca pelo envolvimento do Ministério do Trabalho, entre outras.

 

O Comitê é presidido pelo Indea-MT e composto por representantes da Superintendência Federal de Agricultura em Mato Grosso (SFA-MT); Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec-MT); Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT); Famato; Acrimat;  Sindicato  das  Indústrias  de  Frigoríficos  do  Estado  de  Mato  Grosso (Sindifrigo); Associação de Frigoríficos de Mato Grosso (Asfrigo-MT); Sindicato das Indústrias de Laticínios do Estado de Mato Grosso (Sindilat); Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado de Mato Grosso (OCB-MT); Associação Brasileira dos Criadores de Zebu de Mato Grosso (ABCZ-MT); Fundo Emergencial de Saúde Animal do Estado de Mato Grosso (Fesa-MT); Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Mato Grosso (CRMV-MT).  

 

HISTÓRICO DA DOENÇA EM MT – Um estudo realizado em 2002 demonstrou uma prevalência de brucelose em Mato Grosso de 41,2% de focos e 10,2% de animais. No mesmo ano, o Serviço Veterinário Oficial iniciou as ações preconizadas no Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose com implantação do programa de vacinação e ações complementares para diminuir a prevalência da brucelose bovina no estado.

 

Em 2014, um segundo estudo analisou novamente a situação da brucelose bovina que revelou uma prevalência de 24% de focos e 5,1% de animais, uma redução significativa em relação ao estudo realizado em 2002. Mas os resultados demonstram valores de prevalências de focos ainda expressivos em todo o estado.

 

 

Programação da rodada:

 

 

Veterinários autônomos

 

 

04/07 - Pontes e Lacerda (8h30 às 11h30)

05/07- Cáceres (8h30 às 11h30)

10/07 – Juína (8h30 às 11h30)

11/07 – Juara (8h30 às 11h30)

16/07 – Confresa (8h30 às 11h30)

18/07 - Água Boa (8h30 às 11h30)

19/07 - Barra do Garças (8h30 às 11h30)

23/07 - Lucas do Rio Verde (8h30 às 11h30)

24/07 – Sinop (8h30 às 11h30)

25/07 - Tangará da Serra (8h30 às 11h30)

30/07 - Alta Floresta (8h30 às 11h30)

01/08 – Matupá (8h30 às 11h30)

06/08 – Rondonópolis (8h30 às 11h30)

 

 

Serviço Veterinário Oficial (SVO)

 

 

04/07 - Pontes e Lacerda (14h às 17h30)

05/07- Cáceres (14h às 17h30)

10/07 – Juína (14h às 17h30)

11/07 – Juara (14h às 17h30)

16/07 – Confresa (14h às 17h30)

18/07 - Água Boa (14h às 17h30)

19/07 - Barra do Garças (14h às 17h30)

23/07 - Lucas do Rio Verde (14h às 17h30)

24/07 – Sinop (14h30 às 18h)

25/07 - Tangará da Serra (14h às 17h30)

30/07 - Alta Floresta (14h às 17h30)

01/08 – Matupá (14h às 17h30)

06/08 – Rondonópolis (14h às 17h30)

 

 

Produtores rurais

 

 

03/07 - Pontes e Lacerda (19h30 às 21h30)

05/07 – Cáceres (19h30 às 21h30)

09/07 – Juína (19h30 às 21h30)

10/07 – Juara (19h30 às 21h30)

12/07 – Cuiabá (19h30 às 21h30)

16/07 – Confresa (19h30 às 21h30)

17/07 - Água Boa (19h30 às 21h30)

19/07 - Barra do Garças (19h30 às 21h30)

22/07 - Lucas do Rio Verde (19h30 às 21h30)

23/07 – Sinop (19h30 às 21h30)

25/07 - Tangará da Serra (19h30 às 21h30)

29/07 - Alta Floresta (19h30 às 21h30)

31/07 – Matupá (19h30 às 21h30)

07/08 – Rondonópolis (13h às 16h)

 

 

Confira a programação completa aqui:

http://www.sistemafamato.org.br/portal/arquivos/04072019040758.jpg

 

 

 

 

 



Fonte: Ascom Famato
 

VEJA TAMBÉM
Reunião aborda últimos ajustes para o lançamento do AgriHub Space
Começa o período proibitivo de queimadas em áreas rurais
Novas estratégias de combate à brucelose são apresentadas aos produtores da Baixada Cuiabana
Famato debate Projeto de Lei que trata do licenciamento ambiental de atividade e empreendime
 
Eventos

nenhum evento com foto
 
Cenarium Rural
 
Galeria Multimídia
Videos
Fotos
Bom dia Senar MT - Sobre Funrural
A produção de etanol a partir do milho
MT tem potencial e visibilidade economica
 
 
       
 
   webmail   
 
e-Famato   
 
(65) 3928-4400
famato@famato.org.br
 
Rua Eng. Edgard Prado Arze, s/n
Centro Politico Administrativo
CEP 78.049.908 - Cuiabá-MT