Sistema Famato
SENAR
IMEA
       
Fale Conosco
 
Prorrogação da apresentação do georreferenciamento
VTN 2018
Imposto Territorial Rural - ITR 2018
   
 
 
10 de Jul de 2018

voltar
 
PECUÁRIA DE CORTE
Sistema Famato recebe representantes do Observatório Gaúcho da Carne
Ascom Famato
 

O Sistema Famato recebeu nesta terça-feira (10/07) a visita institucional de representantes do Observatório Gaúcho da Carne (OGC) - um website lançado em março deste ano no Rio Grande do Sul. A ferramenta conecta os dados já existentes e reúne todas as informações da pecuária de corte em um só lugar. A ideia do website é fazer uma radiografia permanente e fiel da atividade, permitindo o desenvolvimento de políticas que melhorem a qualidade da carne gaúcha. 

O Observatório é uma iniciativa da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi) e do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, com o apoio de entidades representativas da pecuária gaúcha. Já foi apresentado para 17 entidades brasileiras, entre públicas e privadas, com o objetivo de melhorar a compreensão dos consumidores sobre a atividade e a procedência da carne oferecida ao mercado. De acordo com a coordenadora e consultora do projeto Andréia Veríssimo, os dados vão desde o nascimento dos animais até a exportação dos produtos gaúchos.  

“A Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) é a 18º entidade do país a receber o Observatório Gaúcho da Carne. Sendo a Famato a primeira entidade mato-grossense a nos receber, devido a sua representatividade no setor de pecuária de corte. A Famato representa o estado responsável pelo maior rebanho bovino do país”, disse Andréia. 

O cientista de dados e consultor do projeto Ery Jardim salientou que o OGC é uma ferramenta inovadora, que traz uma simetria de informações que permite a comunicação da cadeia com o mercado agropecuário. “Para isso, pensamos em uma inteligência visual, com designer de estratégias, linguagem semiótica, diversidade de informações, cores e formas para facilitar a visualização das pessoas que acessarem o website”, explicou Ery ao contar que a principal preocupação é a transparência e seriedade na divulgação dos dados.  

Andréia Veríssimo explicou que o primeiro passo foi uma pesquisa com cerca de 350 pessoas ligadas à pecuária de corte para saber quais informações e cenários gostariam de ver no Observatório.  

O papel do projeto não é coletar dados e sim conectar os dados já existentes no estado. “Já são mais de 880 milhões de dados distribuídos em 11 painéis de informações com 72 páginas disponíveis no site”, contou.    

Para o superintendente do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) Daniel Latorraca a iniciativa é fantástica, pois traz informações relevantes, transparentes e direcionadas ao público correto. “E o grande desafio é justamente esse, chegar no momento certo, com os dados certos. As informações podem auxiliar nas tomadas de decisão do produtor rural”, disse Latorraca. 

“A cadeia da carne anseia por esses dados. São informações que o produtor precisa para tomar decisões. Aqui em Mato Grosso temos muitos dados que precisam ser trabalhados e que podem auxiliar na gestão de risco do estado e do país, ainda mais que estamos caminhando para a retirada da vacina contra a Febre Aftosa, uma vez que vender carne é questão de sanidade. E quem sabe podemos firmar uma parceria com o Observatório, assim como a que temos com o Imea há mais de 10 anos”, disse a presidente do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea), Daniella Bueno.   

Os diretores da Famato Vilmondes Tomain e José Luiz Fidelis parabenizaram os consultores pela iniciativa e colocaram o Sistema Famato à disposição para uma possível parceria na disseminação de dados e informações que vendam a credibilidade da carne mato-grossense e brasileira.    

Além dos diretores da Famato, participaram a gestoras do Núcleo Técnico, Lucélia Avi, de Comunicação e Marketing, Cláudia Luz, o analista de pecuária Marcos de Carvalho, o gestor de projetos do Imea, Rondiny Moreira Carneiro, representantes do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT), Associação de Criadores de Mato Grosso (Acrimat) e Indea. 

O Observatório Gaúcho da Carne está disponível no website: www.observatoriodacarne.com.br

 

 

 



Fonte: Ascom Famato
 

VEJA TAMBÉM
Produtores da região Leste de MT discutem melhorias para o setor produtivo rural
Missão Técnica Leite finaliza com visita na Embrapa Cerrados e CNA em Brasília
Tecnologias na pecuária leiteira goiana surpreendem produtores de MT
Sistema Famato lamenta o falecimento de Dirceu Gassen
 
Eventos
Cine Senar Brasnorte
 
Cenarium Rural
 
Galeria Multimídia
Videos
Fotos
Bom dia Senar MT - Sobre Funrural
A produção de etanol a partir do milho
MT tem potencial e visibilidade economica
 
 
       
   FWS   
 
   webmail   
 
e-Famato   
 
(65) 3928-4400
famato@famato.org.br
 
Rua Eng. Edgard Prado Arze, s/n
Centro Politico Administrativo
CEP 78.049.908 - Cuiabá-MT