Sistema Famato
SENAR
IMEA
       
Fale Conosco
 
Prorrogado prazo da Dívida Ativa da União
VTN 2018
TV Famato, informação sempre perto de você
   
 
 
13 de Mar de 2018

voltar
 
PANTANAL
Sistema Famato e Embrapa Pantanal planejam 2ª rodada de palestras Bioma Pantanal
Ascom Famato
 

A fim de aliar o desenvolvimento sustentável da produção agropecuária e econômica do Pantanal, a Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT) e a Embrapa Pantanal entram no segundo ano de parceria. Diante dos resultados positivos das ações feitas no ano anterior e do interesse dos produtores pantaneiros no projeto Fazenda Pantaneira Sustentável (FPS), o Sistema Famato fará o 2º Ciclo de Palestras Bioma Pantanal, começando por Cáceres, Poconé, Cuiabá e Rondonópolis. A ideia é, com essa parceria, implantar em Mato Grosso a FPS. Produtores com áreas no bioma que já manifestaram interesse pelo programa. 


A gestora do Núcleo Técnico da Famato Lucélia Avi destacou que esse trabalho começou por conta da necessidade em atender a demanda dos produtores rurais com propriedades em áreas no bioma. Em 2017, pesquisadores da Embrapa e técnicos do Sistema Famato percorreram seis municípios mato-grossense levando conhecimentos aos produtores rurais sobre a cadeia produtiva da pecuária no Pantanal mato-grossense. A Famato e o Senar-MT também promoveram uma Missão Técnica em Mato Grosso do Sul. 


“Há algum tempo a Famato vem recebendo demandas dos produtores pantaneiros. No ano passado tivemos a iniciativa de começar esse trabalho junto com a Embrapa e a intenção é que essa parceria continue, pois acreditamos que somente assim vamos conseguir focar no desenvolvimento do Pantanal, colocando em prática as pesquisas realizadas pela Embrapa, não só da unidade Pantanal como de outras”, observou Lucélia Avi.


Para dar início ao cronograma de atividades para 2018, técnicos e gestores do Sistema Famato se reuniram ontem (12/03), na Famato, com o chefe-geral da Embrapa Jorge Lara, o chefe adjunto de Negócios e Transferência de Tecnologias, Thiago Coppola, e a pesquisadora Sandra Santos para traçar as metas de trabalho para este ano.


“Após o levantamento de dados, as conversas com os mais de 600 produtores, durante a primeira rodada de palestras, a Embrapa tentou associar as tecnologias demandadas, como, por exemplo, desmama, IATF (Inseminação Artificial em Tempo Fixo) e substituição de pastagem em um pacote ainda maior, que envolve um produto liderado pela pesquisadora Sandra, chamado Fazenda Pantaneira Sustentável (FPS)”, destacou Jorge Lara.    


Para complementar a declaração do chefe-geral Lara, Sandra Santos fez uma apresentação do software FPS.  Ela explicou que por meio de indicadores, o software é capaz de avaliar o grau de sustentabilidade das fazendas, como na conservação de recursos hídricos, pastagens, manejo, bem-estar animal, biodiversidade, conservação ambiental, aspectos sociais e econômicos. “O FPS vai avaliar os processos produtivos da pecuária de corte para conhecer o nível de sustentabilidade das fazendas, desde o sistema de produção quanto na fazenda como um todo”, explicou Sandra.


Sandra, que também é coordenadora da FPS, destaca que o programa visa contribuir com a quantificação da produção sustentável no bioma pantanal. Ela disse ainda que, para isso, é importante ouvir os produtores pantaneiros, já que o sistema ainda pode receber adequações. 


A coordenadora explicou que as propriedades que estiverem abaixo do nível desejado para que se tornem sustentáveis, o software vai identificar quais aspectos precisam ser melhorados. Outro ponto importante levantado foi a diversificação de atividades nas propriedades, já que nem todas trabalham apenas com pecuária.


Na apresentação Sandra fez várias provocações para fomentar a discussão como, por exemplo, como saber se uma fazenda produz de forma sustentável, quantas matrizes a propriedade deve ter para ser considerada sustentável e outros. A FPS vai ajudar o produtor pantaneiro a responder esses questionamentos. “A sustentabilidade está no equilíbrio entre o sistema de produção, questões econômicas, sociais e ambientais da propriedade”, apontou Sandra.


Na sequência foram discutidas as estratégias de trabalho, logísticas, planos de ação e parcerias. O grupo ainda se reúne nesta terça-feira (13/03) para apresentar à diretoria do Sistema Famato, da Acrimat e dos Sindicatos Rurais da região pantaneira o projeto Fazenda Pantaneira Sustentável e a validação do mesmo.


No dia 14/03 (quarta-feira), às 8h, o grupo se reunirá com os produtores rurais de Cáceres e no período da tarde, a partir das 15h, com os produtores de Poconé. No dia 15/03 (quinta-feira), o grupo segue para Rondonópolis, onde vai se reunir com os produtores no período da tarde, a partir das 13h30. As reuniões serão nos respectivos Sindicatos Rurais, onde será apresentada a FPS e seus benefícios. 


Também participaram das estratégias o analista de Pecuária da Famato, Marcos de Carvalho, o analista de Custo de Produção do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Marcel Durigon, o coordenador de Assistência Técnica do Senar-MT, Armando Urenha, e os produtores rurais e representantes da Associação de Criadores Cristóvão Afonso da Silva e Donizeth Filho.


SERVIÇO


O que: Apresentação do projeto Fazenda Pantaneira Sustentável e seus benefícios
Quando: 14/03 (quarta-feira)
Horário: 8h
Onde: Sindicato Rural de Cáceres
 
O que: Apresentação do projeto Fazenda Pantaneira Sustentável e seus benefícios
Quando: 14/03 (quarta-feira)
Horário: 15h
Onde: Sindicato Rural de Poconé

O que: Apresentação do projeto Fazenda Pantaneira Sustentável e seus benefícios
Quando: 15/03 (quinta-feira)
Horário: 13h30
Onde: Sindicato Rural de Rondonópolis 

 



Fonte: Ascom Famato
 

VEJA TAMBÉM
Imea divulga retrospectiva da agropecuária de MT e projeções para 2019
Prazos para inscrição no CAR e vigência da APF terminam dia 31 de dezembro
Lin Tan afirma que o Brasil é o único país capaz de aumentar a produção de soja
Jovens produtores rurais são premiados pelo Sistema Famato
 
Eventos

nenhum evento com foto
 
Cenarium Rural
 
Galeria Multimídia
Videos
Fotos
Bom dia Senar MT - Sobre Funrural
A produção de etanol a partir do milho
MT tem potencial e visibilidade economica
 
 
       
 
   webmail   
 
e-Famato   
 
(65) 3928-4400
famato@famato.org.br
 
Rua Eng. Edgard Prado Arze, s/n
Centro Politico Administrativo
CEP 78.049.908 - Cuiabá-MT